terça-feira, julho 24, 2007

Eu já era anti-bush antes de isso ser cool - Adendado

Creedence Clearwater Revival - Fortunate Son. Play it loud biaatches!

free music

Depois, vejam este vídeo de um gajo que foi a uma convenção de jovens Republicanos perguntar-lhes se eram a favor da guerra no Iraque, porquê, e se estavam a pensar em alistar-se no exército - Michael Moore style:



O interesse deste vídeo não é tanto o que eles dizem, é o quanto as suas respostas não surpreendem nada quem vê o vídeo. O quão fácil é adivinhar as recusas é que impressiona! Cada resposta corresponde exactamente ao que o espectador espera, como se houvesse um guião e estes jovens republicanos dissessem à letra o que se espera do seu estereótipo de chickenhawks.
Todos com óptimas razões para não combater (quer dizer, nem todos, alguns dão as desculpas mais esfarrapadas) é certo, mas pôrra, nem unzinho consegue ir? É azar! Ou então foi o gajo que fez o vídeo que editou as respostas e havia imensos (às tantas quase todos) que estavam alistados e queriam ir combater. Sim, só pode ter sido isso mesmo!

Como se fosse preciso, mais uma vez se prova que não é difícil mandar os filhos dos outros para a guerra, bater no peito com indignação e ferocidade patriótica não custa nada, que difícil mesmo é ser pacifista e que não será por acaso que os veteranos de guerra são os mais acesos defensores da paz. Os cães de guerra são bons só a ladrar...
Pena é que encravem tanto a caravana.

UPDATE: este interessante link mostra que 70.6% of the money that the active duty troops gave to Presidential candidates was to anti-war candidates. Fechado, um punho fechado direitinho aos cornos dos candidatos pró-guerra e de todos os camelos da guerra do Iraque em geral, meus senhores.
(E agora também se aguarda com expectativa que a esquerda portuguesa dê vivas às tropas americanas, esses heróis.)

Sem comentários:

Publicar um comentário